Desde pequeno, sempre adorei usar estilingues (a.k.a. atiradeira, slingshot).
Com a idade adulta, fui deixando-os de lado, mas a vontade de usar ainda tenho comigo.
As primeiras, foram aquelas rústicas de galhos em Y, colhidos no mato.
Depois me lembro de umas que comprei na Bayard, com apoio de punho dobráveis.
Por último e a preferida, uma com apoio de punho, mas fixa.
Brinquei muito com elas, mas pensando bem, eram armas na mão de uma criança…
Hehehe, graças a Deus, nunca causei grandes problemas com elas.
Vira-e-mexe, mato a saudade quando abro a gaveta de “brinquedos” e ela está ali.
E penso que um dia ela será do meu filho.