… onde o sonho de consumo juvenil, não tinha nada a ver com produtos eletrônicos.

Por exemplo, lembro-me nitidamente que em outra vida, a “Caloicross Extra Light“, era a Ferrari das bikes.

Anos mais tarde, eu vim a ganhar uma Caloicross Freestyle, que não era a mesma coisa, mas que pedalei bastante. Isso foi por volta de 1987, eu acho.

Até hoje, adoro uma “magrela“. Inclusive trouxe a minha última Caloi, aqui pro Japão. Loucura? Talvez. Numa das viagens, eu tinha uma bagagem de sobra, e decidi trazer a “magrela” que estava encostada na casa da minha mãe.

Depois eu tiro uma foto dela, aqui no Japão.
Esta foto aí, eu tirei no Brasil, antes de fazer alguns upgrades (banco/rodas/raios/pneus/manoplas/ sapatas/lubrificação), e embarcá-la no avião.